4ª Jornada Integrada de Pediatria prossegue na UCPel

A 4ª Jornada Integrada de Pediatria, promovida pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e pelo Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUFSP) em parceria com Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e com Hospital-Escola (HE-UFPel), foi iniciada na noite desta quinta-feira (22). A programação, que tem como tema “Da gestação aos 2 anos: os 1000 dias primordiais”, prossegue nesta sexta-feira (23) e no sábado (24), no Auditório Dom Antônio Zattera.
A abertura do evento ficou a cargo da presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Cristina Targa Ferreira. Em sua explanação, ela mostrou aos participantes porque o período compreendido pela gestação e pelos primeiros dois anos de vida é tão importante para as crianças. “Esses dias são, comprovadamente, os mais fundamentais na vida de um ser humano porque vão determinar quem esse indivíduo vai ser no futuro”, afirmou, ao ressaltar a relevância da pediatria e da obstetrícia para o desenvolvimento humano.
Para contextualizar tal afirmação, a médica pediatra citou como exemplo o caso de uma mãe que tenha passado fome durante a gestação. Segundo Cristina, o filho dessa gestante terá alterações causadas por esse ambiente de falta. “Isso fará que ela tenha mais tendência à obesidade e a doenças crônicas não transmissíveis, que hoje são as maiores causas de moralidades nos adultos”, pontua. Conforme ela, hipertensão, problemas cardíacos e vasculares podem ser determinados durante o período em questão.
Ainda conforme a presidente da SPRS, as práticas do mundo atual têm potencializado as chamadas doenças ambientais, como a obesidade. “As pessoas comem mal, não fazem exercícios, as crianças vivem na frente do computador, não se mexem. A própria sensação de insegurança faz com que isso aconteça também, já que as crianças não podem brincar na rua, não podem sair. São vários fatores, inclusive a poluição, que vão fazendo com que a gente se torne o que não deveria. Por isso esses mil primeiros dias são importantes”, reforçou Cristina. 

foto da notícia