Medicina UCPel obtém nota 4 na avaliação do MEC

O curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) conquistou a nota 4 junto ao Ministério da Educação (o índice vai de 1 a 5). A visita dos representantes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) ocorreu nos dias 12 e 13 de setembro e o resultado da avaliação foi divulgado nesta segunda-feira (18). Com o acréscimo de mais um ponto, a graduação da UCPel passa a ser incluída entre as mais bem avaliadas do estado, além de também tornar-se a melhor de Pelotas.   
 
Um dos destaques do curso da UCPel, citado no relatório dos avaliadores, foi a comprovação da real vivência do projeto pedagógico do curso por professores e alunos nos mais diversos cenários. “A qualificação do corpo docente, a estrutura dos laboratórios de ensino assim como o acervo e recursos ofertados pelas bibliotecas também foram muito bem avaliados”, informa a pró-reitora acadêmica da UCPel, professora Patrícia Giusti, enfatizando que o currículo atualizado, capaz de corresponder às necessidades da comunidade, ajudou para a evolução do curso.  
Ex-aluno do curso de Medicina e atual reitor da Católica, José Carlos José Carlos Bachettini Júnior, entende que o crescimento da nota fortalece o espírito de unidade e reafirma a qualidade de professores, acadêmicos, funcionários e dos serviços oferecidos. “Mostra que temos um projeto pedagógico poderoso porque além de ensinar atendemos a comunidade. Valoriza o território e suas pessoas”, comentou.    
A articulação de professores e acadêmicos do curso de Medicina com as Políticas de Saúde do município e com a forma de trabalho preconizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todos os níveis de atenção é a base da estrutura curricular. “Buscamos atender aspectos do ensino associados às demandas da população em atenção à saúde”, informa a coordenadora do curso de Medicina, professora Regina da Silveira.  
Desde a criação do curso, no dia 15 de dezembro de 1962, quase 5 mil alunos foram formados pela UCPel. Os principais locais de atuação dos futuros médicos são o Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP) – considerado o maior laboratório da Católica; o Campus da Saúde Dr. Franklin Olivé Leite, onde são prestados atendimentos às especialidades; e cinco Unidades Básicas de Saúde. “Nossos alunos saem da UCPel preparados para atuar em todos os níveis de atenção e aptos a trabalhar de forma multidisciplinar”, avalia Regina. 
Relembre  
No ano 2000, o Ministério da Educação declarou que o curso de Medicina seria fechado devido os discentes terem sido reprovados no antigo ‘Provão’. Uma grande mobilização para reerguer o curso iniciou no mesmo ano e, em um curto espaço de tempo, a UCPel passou a constar entre as sete escolas médicas que mais cresceram no desempenho de alunos do país. 
Do antigo conceito E no Provão do MEC, o curso evoluiu em 2001 para o conceito C e passou da 18ª para a 2ª posição entre os classificados. Nos exames ligados às provas de residência médica da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs), depois de sete anos, os alunos da UCPel subiram da última colocação para a 2ª, entre os cursos do interior gaúcho e ao 5º lugar dentre os dez cursos de Medicina existentes no Estado. 
A evolução foi possível graças ao empenho e participação conjunta de professores, funcionários, médicos e comunidade, grupo também responsável por auxiliar na obtenção da nova nota 4. De acordo com a professora Regina, a intenção é continuar realizando um bom trabalho para futuramente conquistar a nota máxima, o 5. “Seguimos com o comprometimento de realizar um bom trabalho, dando continuidade aos investimentos para qualificação da estrutura e alinhados em manter a qualidade de ensino voltada às demandas em atenção à saúde da população”, finalizou.  
Redação: Rita Wicth – MTB 14101

foto da notícia