UBS’s Areal I e Osório serão administradas pela UCPel

Duas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) passam a ser administradas pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel): UBS Areal I e UBS Osório. Cerca de 5 mil pessoas cadastradas nas duas localidades poderão contar com o atendimento diário de 40 acadêmicos do curso de Medicina, além de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.
As novas unidades irão atender a necessidade de expansão do curso de Medicina da UCPel, recentemente ampliado para receber mais 90 acadêmicos. Os espaços ainda serão mais uma opção para atuação de alunos dos quinto e sexto ano e para a realização do estágio em saúde da família, explica a coordenadora do curso de Medicina, Regina da Silveira. 
A transição entre as equipes de saúde da Prefeitura e UCPel começará já na primeira semana de fevereiro. De acordo com o professor Tiago Maas, essa etapa será importante para mostrar como ambas as unidades trabalhavam. “O primeiro passo será fazer um diagnóstico do serviço em si, de como ocorria o processo de trabalho e as formas de atendimento. Queremos também conhecer melhor a população que acessa a unidade”, comenta. 
Depois de realizado o diagnóstico, as UBS’s serão padronizadas e adotarão o formato utilizado pela UCPel. “Em todas as nossas unidades trabalhamos no modelo de porta aberta, as pessoas não são barradas e não precisam fazer fila para pegar ficha”, comenta Maas. Além do acolhimento, o formato de consultas agendadas para usuários com doenças crônicas também será adotado. 
Nas UBS’s Areal I e Osório o horário de atendimento será das 8h às 12h e das 13h às 17h. De acordo com a diretora do Centro de Ciências da Saúde, Moema Chatkin, as unidades foram escolhidas porque irão proporcionar aos acadêmicos e médicos a possibilidade da realização de um bom atendimento para a população. A UBS do Areal foi recentemente qualificada e a UBS Osório por ser nova não necessita de reparos. 
Na avaliação do professor Maas, a administração da UCPel nos dois espaços deverá trazer ganhos para a comunidade. “Por serem unidades de ensino, prezamos que a teoria do Sistema Único de Saúde (SUS) consiga ser aplicada. Queremos colocar em prática valores como atendimento de qualidade, facilidade no acesso e garantia de saúde para as pessoas”, diz.  
Já para os estudantes de Medicina, ter contato no primeiro ano do curso com as Unidades proporciona a visualização na prática do que é exposto em sala de aula. “Ao frequentar diariamente a UBS, os alunos conseguem presenciar os diversos fatores que impactam a saúde da comunidade”, explica o docente. 
As UBS’s deverão ter como linhas principais o cuidado com as pessoas em condições crônicas (hipertensos, diabéticos, doença pulmonar, cardíaca, etc); a implantação e acompanhamentos de programas de saúde e o atendimento voltado para situações agudas (dor de garganta, febre, mal estar, etc). As UBS’s Sanga Funda, Fátima, Py Crespo, União dos Bairros e Pestano também são administradas pela UCPel. 

foto da notícia