Cenários UCPel aborda o uso de dados na área médica em palestra

A quarta edição do evento Cenários, Expectativas e Oportunidades reuniu especialistas e a comunidade na quinta-feira (04), na Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Sete palestrantes foram responsáveis por traçar o panorama político, econômico, tecnológico, e de segurança pública para 2019. Inteligência artificial em saúde encerrou a primeira etapa do evento, com o médico Guilherme Sander.
Em sua fala, Sander abordou a velocidade da informação. Segundo trouxe, as publicações na área médica cresceram, bem como o conhecimento. Nesse sentido, o desafio dos médicos consiste em como organizar esse “novo” conjunto de conteúdos. Logo após, traçou panorama entre os investimentos no sistema de saúde no Brasil e Estados Unidos – país onde a área possui maior índice de empregabilidade.
O conceito de Big Data também fez parte das explanações. Conforme explicou, o termo abrange volume, velocidade, variedade e veracidade de dados. Aplicado a área médica, possibilita predizer comportamentos e características do pacientes. Com esse conhecimento, os médicos podem tratar melhor da saúde. “Temos que trabalhar com a saúde, e não com a doença”, acredita.
Outro benefício apontado foi a integração entre sistemas de consultórios e hospitais. Tal tecnologia poderia, por exemplo, reduzir o tempo de internações em até 7%. Além disso, os algoritmos permitem maior fluxo de processos, planejamento e análise de informações. “A tecnologia potencializa o trabalho dos médicos”, defendeu.
Criado inicialmente para auxiliar no planejamento estratégico da UCPel, o Cenários ganhou relevância por reunir lideranças da região, gestores, empresários e representantes de entidade de classes e estudantes. A edição 2018 foi encerrada com a abertura do 10° Encontro Transdisciplinar de Ciências Penitenciárias, em uma palestra sobre as questões penitenciárias na Argentina, Brasil e Uruguai. 
Redação: Piero Vicenzi

foto da notícia