J.J. Camargo abre XIX Congresso de Medicina da UCPel

Mesmo com todo o avanço da tecnologia na área da saúde, segue sendo fundamental a relação médico-paciente. O cirurgião torácico José Camargo, convidado de honra do XIX Congresso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), abriu a programação do evento com uma mensagem clara: o médico precisa ter interesse pelas pessoas. Até sexta-feira (19), uma programação diversificada propõe olhar para as Fases da Vida.
Há cinco anos atrás, Camargo era convidado para aula inaugural do curso Medicina da UCPel. Na plateia, estavam boa parte dos acadêmicos responsáveis pela organização do Congresso. A palestra foi tão marcante que a comissão sugeriu trazer novamente o renomado profissional, contou o professor coordenador do Congresso, Ricardo Pinheiro.
E ao entrar no palco do Auditório Dom Antônio Zattera, Camargo falou sobre a importância dos avanços tecnológicos na área médica, como a criação dos laboratórios de simulação para treinamento de estudantes, mas também alertou que a tecnologia é fria e não consola. “Toda a tecnologia não modifica o sentimento do paciente. A desconsideração com o sofrimento é algo extremamente agressivo”, aconselhou.    
Nesta quarta-feira (17), uma mesa redonda aborda o desenvolvimento adolescente, sexualidade e transtorno de ansiedade; logo após, infecções sexuais transmissíveis na adolescência será tratado. Na quinta-feira (18), medicina do esporte, diagnóstico, investigação clínica e fases da vida serão os temas tratados. Na sexta-feira, palestra sobre desafios da farmacoterapia no paciente idoso e mesa-redonda sobre os obstáculos da longevidade encerram a programação da XIX edição do evento.
Mais informações sobre o Congresso de Medicina da UCPel estão disponíveis na página
Redação: Rita Wicth – MTB 14101  

foto da notícia