Desenhos inspirados em aulas de anatomia entram em exposição na Garte/UCPel


918  4 de setembro de 2017

O escritor argentino Jorge Luis Borges definiu inspiração como uma espécie de revelação. O mesmo ocorreu com a acadêmica do curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), Júlia Geller Eidt, quando descobriu que as aulas de anatomia poderiam reservar também arte. Em exposição na Galeria de Arte (Garte/UCPel), a mostra ‘Arte de Curar’ reúne desenhos que revelam a beleza de partes do corpo humano.  
A inspiração para desenhar nasceu na infância devido incentivo da família, especialmente de seu pai, irmão e tio. Mas o estímulo demorou um pouco para florescer de fato, e foi justamente nas aulas considerados por muitos como ‘áridas’, que Júlia descobriu o amor pelo traço. “Comecei a desenhar as peças anatômicas como forma de estudo e método didático para apresentações de seminários”, lembra. 
No decorrer do primeiro ano de faculdade, a acadêmica foi descobrindo que a medicina não era apenas ciência e teoria, mas que possuía várias semelhanças com o mundo das artes. “Deve ser por isso que muitos a chamam de “A Arte de Curar”, completa. Para Júlia, arte e medicina se misturam e têm várias semelhanças. “O andar do curso me proporcionou inspiração. Pude ver a perfeição e a beleza da anatomia, a destreza das técnicas cirúrgicas, a dor das patologias”, explica.
Com a exposição, Júlia espera que a arte de exercer a medicina continue a inspirar pessoas não apenas para as artes, mas também para a arte da cura. A mostra ‘Arte de Curar’ pode ser visitada gratuitamente até o dia 29 de setembro, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 22h. A Garte fica localizada no saguão do Campus I da UCPel, Rua Gonçalves Chaves, 373. 
Redação: Rita Wicth – MTB 14101

foto da notícia