Odontologia da UCPel realiza ações de prevenção ao câncer bucal


918  27 de maio de 2019

Para encerrar o Maio Vermelho – mês de conscientização do câncer de boca – o curso de Odontologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) promoverá, no dia 31, ações nas Clínicas Odontológicas I e II, localizadas no Campus Dr. Franklin Olivé Leite. Pacientes e acompanhantes receberão atendimentos e orientações de prevenção à doença.

Através dos membros da Liga Acadêmica de Estomatologia e Patologia Oral (LAEPO) da UCPel, os atendimentos realizados no dia 31 contarão com avaliações a fim de diagnosticar alterações na cavidade oral e estruturas anexas da boca. Quem estiver na sala de espera das clínicas também será impactado com atividades educativas de prevenção.

Ainda no dia 31 – Dia de Combate ao Câncer de Boca – alunos, funcionários e docentes da UCPel receberão, via e-mail, folder sobre a doença, abordando fatores de risco, autoexame da boca, sinais e sintomas do câncer bucal. Além dos membros da LAEPO, as ações contarão com a participação de acadêmicos do 6º semestre.

No decorrer do mês, o curso promoveu outras atividades. Um concurso interno oportunizou à acadêmica Maitê Ganz, do quinto semestre, criar a campanha do Maio Vermelho dentro da universidade. No dia 3 de maio, agentes comunitários de saúde participaram de uma palestra sobre Diagnóstico Precoce do Câncer Bucal, ministrada pela professora da UCPel, Maria Noel Marzano Rodrigues Petruzzi.

Já no dia 27, os acadêmicos envolvidos nas ações participaram de reunião para nivelar as informações e métodos utilizados no rastreamento das lesões pré-malignas e do carcinoma espinocelular. Porém, mesmo sendo reforçado no mês de maio, o trabalho de diagnóstico e prevenção é realizado também durante todo o ano. Além de estudos de casos clínicos, palestras e cursos, todos os atendimentos nas Clínicas Odontológicas contam com exame completo do sistema estomatognático.

 

Fatores de risco, sintomas e prevenção

O consumo regular de álcool e tabaco, exposição ao sol e infecção pelo HPV estão entre os fatores de risco. De acordo com a professora Maria Noel, entre os sintomas que devem ser observados estão lesões ulceradas que não cicatrizam por mais de 15 dias, com sangramento e crescimento rápido; manchas vermelhas ou brancas; nódulos no pescoço; rouquidão persistente; dificuldade para falar, mastigar ou deglutir e dor eventual.

Conforme ela, para prevenir o câncer de boca é preciso atentar para as seguintes dicas:

Não fumar;

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

Dieta balanceada;

Boa higiene oral;

Usar preservativo na prática de sexo oral;

Realizar autoexame da boca e consultar imediatamente o dentista quando observar alguma lesão;

Pessoas com maior risco devem fazer visitas regulares ao cirurgião-dentista.

 

Redação: Manuelle Motta

foto da notícia