Sistema de Saúde de Cuba será apresentado em evento


918  11 de setembro de 2016

Devido ao programa do governo federal Mais Médicos, cerca de 11 mil profissionais cubanos estão trabalhando no Brasil desde o ano de 2013. Dois deles, com atuação em Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, estarão na Universidade Católica de Pelotas (UCPel) para relatar sua experiência no país e compartilhar como funciona o Sistema de Saúde cubano. A conversa gratuita e sem necessidade de inscrição ocorrerá no dia 16 de setembro, às 19h, no Auditório Dom Antônio Zattera. 
A atividade, promovida pelo curso de Serviço Social da Católica, também será voltada para acadêmicos dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Odontologia e Psicologia. De acordo com a coordenadora do curso de Serviço Social, professora Andrea Heidrich, o evento terá como formato uma roda de bate-papo. “A intenção é promover a troca de experiências e apresentar para os alunos como funciona a saúde pública em outro país”, comenta.
Serão convidados os médicos Andrés Mesa Garcia e Odalis Toledo Luzardo, ambos com formação em Cuba. Garcia é especialista em Medicina Geral Integral, foi professor da Escola de Medicina de Santiago de Cuba até 2013 e atualmente trabalha na UBS Areal 1. Luzardo possui especialização em Medicina Familiar, trabalha na área há 26 anos e em Pelotas atua na UBS da Cohab Fragata. A assistente social naturalizada brasileira Enid Maria Ramirez Aleman também participará da atividade. 
O Sistema de Saúde de Cuba é mundialmente reconhecido por sua excelência e eficiência. O país conseguiu universalizar o acesso à saúde para todas as categorias da população e, mesmo sofrendo bloqueios econômicos que limitam recursos, obteve resultados semelhantes aos das nações mais desenvolvidas. A medicina cubana baseia-se na prevenção e é totalmente gratuita em todos os níveis, da atenção básica à alta complexidade. 

foto da notícia