Site icon Medicina

Medicina da UCPel conta com laboratório que simula atendimento em UBS

Novas metodologias de aprendizado são, cada vez mais, estimuladas no curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Além de aulas de anatomia em 3D e simulação em manequins realísticos, um novo cenário acadêmico direcionado aos estudantes do segundo e terceiro ano foi inaugurado pelo Núcleo de Saúde Coletiva. É a UBS Simulada, uma estrutura que representa uma Unidade Básica de Saúde e seus ambientes. 

Instalado provisoriamente em uma sala de auditório nas dependências do Campus da Saúde, o ambiente de treinamento de habilidades e competências conta com consultórios clínico, pediátrico e ginecológico, sala de recepção e sala de vacinas, além de equipamentos para um serviço de assistência médica e de ensino. As instalações foram adaptadas para proporcionar um ambiente seguro quanto às medidas de distanciamento controlado e os decretos vigentes. 

Atualmente, a UBS Simulada conta com balança antropométrica adulto e pediátrica, macas, biombos, manequins (pediátricos e ginecológicos) e materiais de escritório. Outros equipamentos estão encomendados. Espera-se que, em 2022, o laboratório de simulação continue suas atividades já com as instalações próprias, incluindo uma sala de debriefing.

Debriefing é uma ferramenta que operacionaliza o aprendizado clínico por meio da experiência. “Esta sala será separada dos demais ambientes por paredes espelhadas, sendo também equipada com áudio e vídeo. Assim, os alunos que não estão presentes nas cenas simuladas podem assistir e ouvir, possibilitando que posteriormente todo o grupo participe das discussões relacionadas ao caso”, explica o professor e coordenador do Núcleo de Saúde Coletiva da UCPel, Cayo Lopes. 

 

Entre o real e o simulado

O laboratório que simula o atendimento em UBS é considerado inovador. “Tem sido um método efetivo, por proporcionar um crescimento homogêneo e continuado entre as relações de ensino, lincando de forma mais concreta a teoria e a prática”, explica Lopes. A estrutura está sendo utilizada desde setembro do ano passado, conforme o retorno gradual das atividades práticas.

Os alunos se organizam para desempenhar atividades entre a UBS Simulada e as seis UBS distribuídas em bairros da cidade e gerenciadas pela UCPel, intercalando de cenário a cada semana. Doutorandos do quinto e sexto ano do curso também participam na realização das simulações, fazendo o papel de atores e contribuindo para o aprendizado e experiência de comunicação.

A coordenação do projeto é da professora Aline Lisboa, e a equipe técnica que organiza o funcionamento é compartilhada com os professores Cayo Lopes e Mônica Mendes, vinculados ao Núcleo de Saúde Coletiva.

 

Redação: Max Cirne

Sair da versão mobile