Parceria entre UBS Py Crespo e Rádio Imigrantes oferece orientação por profissionais da UCPel

A UBS Py Crespo realiza importante trabalho de cuidados à saúde da comunidade na zona norte de Pelotas. Diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a unidade tem seu papel social ainda mais relevante. Algumas medidas foram adotadas e outras ações vêm reforçando a conscientização para os cuidados de saúde. Uma delas surge da parceria com a Rádio Imigrantes FM, na qual profissionais da UBS utilizam espaço na programação da rádio para repassar informações e orientações de saúde.

A sede da Rádio Imigrantes é situada na rua Fernando Osório próximo à UBS Py Crespo, um dos motivos pelo qual compartilham antiga parceira. Com  as recentes demandas na saúde, os laços foram ainda mais estreitados e, atualmente, a UBS conta com o horário fixo das quartas-feiras, às 10h, para comunicar-se com a comunidade. Basta sintonizar em 98.5 no FM.

Conforme relata o residente de Medicina da Família e Comunidade, Alexandre Moch, o objetivo tem sido informar a população da melhor forma, aproveitando para divulgar a rotina de funcionamento da própria unidade. “Explicamos sobre o processo de triagem, sintomas do coronavírus, orientações de higiene, uso adequado das máscaras e também esclarecemos o porquê se deve ficar em casa”, comenta. 

Ala para atendimento

Serviços como os de enfermagem e programas de puericultura e pré-natal seguem em normalidade. No entanto, outros serviços passaram por adaptações, a fim de oferecer maior segurança no local. Uma pré-triagem na entrada e o atendimento por teleconsulta se tornaram essenciais para conter aglomerações e orientar a comunidade de forma prudente. Ademais, os funcionários do local seguem atuando por regime de rodízio.

A principal novidade está na colocação de um gazebo no pátio da UBS para atender pacientes com queixas respiratórias e síndrome gripal. Pessoas com sintomas de febre, tosse, dor de cabeça e dores no corpo agora serão encaminhadas para este local, e não mais em salas dentro da unidade. “Ficará uma equipe no gazebo, provavelmente formada por um médico e um agente comunitário ajudando na parte burocrática”, explica o médico e professor Isaac Rodrigues de Lima. Essa ala separada deve passar a funcionar ainda esta semana.

 

Redação por: Rafael Mirapalheta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *