fbpx

Nenhum banner foi encontrado

O professor do curso de Medicina da Católica de Pelotas (UCPel), Sandro Schreiber de Oliveira, é o novo diretor-presidente da Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). A posse ocorreu durante a realização do 60º Congresso Brasileiro de Educação Médica. 

Dentre alguns dos desafios listados por Oliveira à frente do cargo estão a atuação da melhoria do ensino médico no Brasil, assim como a equalização do provimento médico adequado às necessidades da saúde da população brasileira. “As escolas médicas devem ser capazes de formar, com qualidade, médicos humanos, comprometidos com a sociedade e tecnicamente conhecedores e capazes de desempenhar as melhores práticas”, explica.

A eleição de Oliveira ocorreu presencialmente, durante a realização do 60º Congresso Brasileiro de Educação Médica, ocorrido entre os dias 3 e 6 de novembro. Participaram da votação 400 delegados da ABEM, oriundos de todos os estados brasileiros. 

Na avaliação da diretora do Centro de Ciências da Saúde, professora Moema Chatkin, é um orgulho para o curso de Medicina e para a UCPel ter um docente na presidência da ABEM. “A UCPel sempre foi próxima da ABEM, mas agora estamos mais próximos ainda. A ABEM participa da discussão em nível nacional, junto aos Ministérios da Saúde e Educação, Conselhos de Medicina, e nós, enquanto universidade, nos sentimos participantes do debate devido a esse trabalho”, frisa. 

Para o coordenador do curso de Medicina, professor Cayo Lopes, a eleição de Oliveira mostra o quanto o curso de Medicina está alinhado com a ABEM. “Além do alinhamento, também comprova o comprometimento da nossa universidade com a qualificação do ensino médico. Desejamos sucesso ao professor Sandro, e que a ABEM siga cada vez mais forte na qualificação das escolas médicas”, comentou.

 

Conheça a ABEM 

A ABEM tem como objetivo a qualificação da formação médica, assim como a formação da especialização na residência médica. Da mesma forma, a associação se preocupa com a melhoria, com a qualificação das metodologias, tecnologias e as ferramentas de ensino médico. 

A Associação congrega as escolas médicas do Brasil e tem sido protagonista no cenário do ensino médico brasileiro. Conforme o professor Oliveira, participou da criação das primeiras diretrizes curriculares dos cursos de medicina em 2011. Em 2021, realizou o maior Teste do Progresso do mundo, que avaliou mais de 50 mil estudantes oriundos de 130 escolas médicas do país. 

Redação: Rita Wicth – MTB 14101

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.