Sistema Tegumentar

Pele Espessa (ou Lisa): Lâmina 54 (H.E.)

1) Considerações gerais:
Reveste a palma da mão e a planta dos pés.
Dividida em Derme, a camada profunda, e Epiderme, a camada superficial.
Presença dos plexos subpapilar e cutâneo (dificilmente vizualizados nesta lâmina).
O tecido subcutâneo presente é a hipoderme e não faz parte da pele, é formado por tecido adiposo entremeado com tecido conjuntivo frouxo.
Em algumas Lâminas podem ser vistas terminações nervosas como os corpúsculos de Vater-Pacini.

2) Epiderme
Camada mais externa da pele formada por epitélio estratificado pavimentoso queratinizado contendo cinco subcamadas distintas entre si.

a) Extrato basal ou germinativo
Camada mais profunda apoiada em membrana basal bem desenvolvida formada por células colunares baixas. Não é possível identificar a presença dos melanócitos neste preparado.
b) Extrato espinhoso
Células de forma irregular, apresentam prolongamentos citoplasmáticos (visíveis somente por ME) mantidos pela presença de tonofilamentos que unem, através de desmossomas, as células entre si, responsáveis pelo aspecto espinhoso das células.
É sem dúvida o extrato mais desenvolvido contendo várias camadas de células.
c) Extrato granuloso
De espessura limitada a duas ou cinco camadas. As células apresentam-se achatadas como mostra o núcleo alongado. A intensa basofilia citoplasmática é causada pelos inúmeros grânulos de queratoialina que estas células contém.
d) Extrato lúcido
Camada muito delgada identificada por forte acidofilia, situada entre a granulosa e a córnea. A maioria das células não possui núcleo.
e) Extrato córneo
Caracterizado por ser constituído basicamente por células mortas e delgadas contendo muita queratina.

3) Derme
Composta por de tecido conjuntivo fibroelástico altamente vascularizado que apresenta duas camadas diferentes associadas.

a) Camada reticular
Por ser a camada mais profunda da pele, formada por tecido conjuntivo denso não modelado, é responsável por preencher e sustentar, entre outros, as camadas superiores.
Apresenta-se rica em fibras colágenas espessas dispersas irregularmente, entremeadas por capilares sanguíneos. A maioria das células presentes são fibrócitos.
b) Camada papilar
Camada abaixo da epiderme constituída por tecido conjuntivo frouxo ricamente vascularizado que, em alguns locais, projeta-se na epiderme e forma as papilas dérmicas. As fibras elásticas são mais delicadas e não podem ser identificadas por HE assim como os macrófagos aí presentes. Podem ser encontrados todos os tipos celulares encontrados no tecido conjuntivo.

4) Anexos tegumentares

a) Glândulas sudoríparas
Glândulas exócrinas tubulosas enoveladas.
Situam-se na derme profunda apresentando duas porções caracteristicamente diferentes, as secretoras e as condutoras ou ductais. Os segmentos aglomerados de cortes transversais da porção secretora são formadas por uma camada de células cúbicas ou colunares claras, circundadas por células mioepiteliais fusiformes. A fraca coloração deve-se ao glicogênio acumulado. Outro critério utilizado para identificá-las é a relação da espessura da parede da glândula com o diâmetro do lúmem que se mantêm proporcionais. Por outro lado mais externamente estão as porções condutoras com lúmem menor e basófilia acentuada. Embora incomum em glândulas, neste caso a porção ductal tem lúmem mais estreito do que a secretora.
Obs: Em relação à liberação do produto secretado ela é classificada em apócrina.

Pele Pilosa ou Delgada: Lâmina 56 (H.E.) e 56A (Gomori)

1) Epiderme
A camada germinativa é similar à lâmina 54, porém a espinhosa é mais delgada com menos camadas celulares. O extrato granuloso pode conter uma só camada que às vezes e descontínua, associada ao extrato córneo uma vez que o extrato lúcido é ausente.
Pode ser identificada a presença dos melanócitos através da melanina acumulada em seu citoplasma que aparece em amarelo escuro.

2) Derme
A derme papilar apresenta-se menos desenvolvida e contém papilas menores e mais afastadas.
Associados aos folículos pilosos encontram-se os músculos eretores do pêlo.

3) Anexos tegumentares
a) Glândula sudorípara
Já descrita na lâmina 54.
b) Glândula sebácea
Glândula exócrina alveolar (ou acinosa) simples.
Esta glândula apresenta um aspecto de saco maciço, formado de células pouco coradas pelo acúmulo de lipídeos, e com núcleo central. Elas situam-se próximas dos folículos pilosos onde liberam suas secreções lubrificando o pêlo.
Obs: Quanto à liberação do produto de secreção esta glândula é classificada em holócrina.
c) Folículo piloso
Formado por invaginação da epiderme (bainha epitelial) e envolvido por tecido conjuntivo contendo bainhas interna e externa (bainha conjuntiva).

No interior do folículo encontra-se o pêlo que apresenta três camadas, descritas a seguir de dentro para fora:
- Medula: queratina mole (rosa).
- Córtex: contém queratina dura (amarela) e melanina (amarela ou preta).
- Cutícula: de difícil visualização por ser muito delgada, formada por queratina dura (amarela).

© 2009 Atlas de Histologia Médica / UCPel
UCPel