Alunos UCPel em atendimento

Umas das melhores formas de mensurar a qualidade das faculdades de Medicina é através da nota do Enade. Isso se deve ao fato do exame, aplicado anualmente a alunos de instituições de ensino superior, compor a avaliação dos cursos e das instituições de ensino superior de todo o país. Neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre o Enade. Possivelmente, no futuro, você terá que participar dessa prova ; )

O que o Enade avalia exatamente?

Vamos começar pelo nome: Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Esse exame é responsável por avaliar o rendimento dos alunos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nos currículos dos cursos. Além disso, avalia também as competências e habilidades necessárias à formação geral e profissional. Igualmente, analisa o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.  

Da mesma forma que os estudantes concluintes de cursos de graduação são obrigados a participar, também são convocados os ingressantes. Entretanto, quem define os cursos que serão avaliados a cada ano é o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais). Por isso, nem sempre todos os alunos participam, visto que as avaliações ocorrem por ciclos realizados a cada três anos.

É muito comum do Enade ser lembrado como o ‘segundo vestibular’. Mas, o exame não visa avaliar o desempenho individual de cada estudante, e sim a qualidade do curso por ele frequentado. Nesse sentido, também existe a confusão sobre a participação no exame: sim, ela é obrigatória para os alunos selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar. 

No mais recente Enade, por exemplo, participaram quem estava prestes a se formar nas áreas de ciências agrárias, ciências da saúde, engenharias, arquitetura e urbanismo; e nos cursos tecnológicos de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, área militar e segurança.

Enade para Medicina

Assim como em outras áreas, as notas são reunidas no conceito Enade, com escala de 1 a 5. Essa avaliação expressa o desempenho médio dos estudantes com relação ao desempenho médio da área de avaliação à qual ele pertence. No último Enade, realizado em 2019, acadêmicos da Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) obtiveram mais de 85% de acerto na prova. Apenas 10% dos estudantes de todo o país alcançaram essa nota.

Avaliação dos cursos de Medicina no Enade 2019. Apresentação feita pelo Inep.
Apresentação dos resultados do Enade 2019 pelo Inep: UCPel entre as 18 melhores instituições de ensino.

Uma das formas de entender o importância do Enade é através da compreensão do quanto a faculdade agrega na formação do aluno. Isso pode ser mensurado porque é possível traçar um paralelo de quando o aluno entra na instituição de ensino e quando ele sai. A qualidade da formação é refletida diretamente na nota do Enade.

De acordo com a diretora do Centro de Ciências da Saúde da UCPel, Moema Chatkin, contribuíram para o excelente resultado da UCPel o acompanhamento constante dos alunos nos processos de aprendizagem. Outro item citado pela docente é o trabalho voltado à qualificação do projeto pedagógico do curso, assim como constante acompanhamento do corpo docente e incentivo à utilização de novas metodologias de aprendizagem. 

Ensinar atendendo

Acadêmico da Medicina UCPel em atendimento.
Atendimento médico realizado na UBS Py Crespo, em Pelotas – RS

Um dos diferenciais do curso de Medicina da UCPel é possuir hospital próprio, voltado prioritariamente para atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Também é avaliado como diferencial a administração de seis Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), um campus totalmente voltado à saúde, local onde ocorrem os atendimentos ambulatoriais.

“Tudo isso acontece em um curso que tem como lema o aprender praticando”, comenta a diretora. As práticas da Medicina começam já no primeiro período, em cenários de aprendizagem que incluem serviços em todos os níveis de atenção à saúde.

Maior escola médica do estado

Alunos em orientação e discussão de caso.

Devido a vocação da Católica de Pelotas ao ensino da saúde e atendimento da comunidade, em 2017, a instituição se tornou a maior escola médica do Rio Grande do Sul, com a oferta de 180 vagas anuais. Diversas qualificações de infraestrutura estão ocorrendo deste então para receber os novos alunos.

Atualmente, são 80 salas de atendimento médico, laboratórios tradicionais como o de fisiologia e morfologia, acesso à tecnologia de ponta, como o Laboratório de Simulação Realística, a mesa digital, e a instrumentos como o Body Interact (com inúmeros casos clínicos que podem ser resolvidos virtualmente).

Está pensando em fazer Medicina?

Se a resposta for sim, vale a pena cogitar a UCPel. Nos últimos processos avaliados do MEC a graduação obteve destaque, incluindo a participação dos alunos na Medicina no Enade. Isso foi determinante para o MEC destinar mais 90 vagas à graduação da UCPel. Desde então, a universidade investiu em qualificação de infraestrutura, contratação de novos professores e tecnologia de ponta para tornar as aulas mais interativas.

Um dos diferenciais do ensino proposto pela Católica de Pelotas é a divisão de acadêmicos em módulos de 20 alunos nas disciplinas práticas, o que privilegia o acesso ao conteúdo e ao contato com professores. Em algumas disciplinas, esse módulo é subdividido entre 5 e 10 alunos com a atuação de dois professores ou mais.

Ficou curioso? Então visite o site do curso e conheça a proposta. No blog, também é possível participar de vários testes para ver se você leva jeito para ser médico. Participando desse Quiz, você pode comprovar se a profissão tem haver com você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *