vestibulando de medicina

A carreira médica atrai muitos jovens, tanto pela satisfação profissional quanto pela possibilidade de uma boa remuneração. No entanto, é comum o vestibulando de Medicina esbarrar na alta concorrência do curso e uma nota de corte próxima ao seu valor total. Apesar dessas dificuldades, com muito empenho e disciplina, dá para conquistar a tão sonhada vaga na faculdade.

O fato é que não tem outro jeito: quem quer passar no vestibular de Medicina precisa estudar muito. Mas é possível adotar estratégias para tornar os estudos mais eficientes. Com um bom planejamento e uma rotina focada, muitos estudantes já tiveram excelentes resultados, conseguindo uma boa colocação.

Se engana quem acredita que estudar demais significa abrir mão do resto. Pelo contrário: o descanso e o lazer devem fazer parte da vida dos candidatos que querem se destacar, assim como boas noites de sono. Quer saber como colocar isso em prática? Neste artigo damos dicas de como um vestibulando de Medicina pode se preparar, otimizando a rotina de estudos para conseguir a aprovação. Confira!

Entenda como fazer um plano de estudos

Estudar para um vestibular não significa apenas ler repetidas vezes as diferentes matérias. É preciso ter uma estratégia bem estruturada, focando em assuntos mais importantes e com métodos eficientes. Além disso, é importante ter em mente que isso leva tempo e muito treino. Se em algum momento da vida você parou e pensou “quero ser médico”, certamente a partir daí entendeu que o seu caminho não seria fácil.

Afinal, entre equações químicas, cálculos e estruturas celulares, são muitas matérias a serem estudadas. Não basta decorar tudo, é necessário compreender os temas e saber interpretar as questões. Diante disso, um bom plano de estudo se apresenta uma estratégia fundamental para quem quer ser aprovado no vestibular de Medicina. A seguir, mostramos como colocá-lo em prática.

Powered by Rock Convert

 Tenha um ambiente de estudos

Antes de criar um plano de estudos, é fundamental ter um local adequado. Muitos estudantes não se preocupam com o ambiente, estudando na cama, na mesa da sala ou da cozinha, na frente da televisão e junto de outras pessoas. No entanto, isso pode prejudicar o seu rendimento, colocando todo o seu tempo a perder.

Um bom ambiente de estudo ajuda a manter a concentração, excluindo distrações, sendo agradável e com o conforto necessário para você passar horas e horas. O local deve ter todos os materiais sempre acessíveis, podendo ser alcançados sem muito esforço.

Assim, o ideal é ter uma mesa exclusiva para estudar. Ela deve ter espaço suficiente para que você possa colocar um computador, um caderno e um livro aberto, ainda que não estejam todos em uso. A cadeira deve ser confortável, uma vez que você vai passar muitas horas sentado. Além disso, é bom ter uma estante ou outro local para colocar livros, apostilas e um estojo com lápis, canetas, borrachas e outros materiais semelhantes.

Independentemente do espaço escolhido, lembre-se que um bom ambiente de estudos não deve ter distrações próximas, como uma televisão. Da mesma forma, precisa ser silencioso e sem muito trânsito das outras pessoas da casa. Ou seja, não importa se você vai estudar no quarto ou na lavanderia, o mais importante é que o espaço ofereça a tranquilidade necessária para manter o foco em estudar.

Conheça bem a sua rotina

Não importa se você faz um cursinho o dia todo ou estuda sozinho em casa. De todo modo, é fundamental conhecer bem a sua rotina e saber tudo que precisa fazer durante o dia. Assim, saiba quais são as aulas, a matéria a ser estudada, quanto tempo leva para sair e voltar de casa, enfim, tenha o domínio sobre o seu plano de estudos.

Para não perder o foco ou se desorganizar, uma dica é montar um cronograma com todas as suas atividades, desde o momento de levantar até a hora de dormir. Ele pode ser feito em uma agenda que você leve na mochila ou em um quadro colocado no seu ambiente de estudos. O ideal é se ater a esse planejamento, mas se um imprevisto acontecer, é bom saber como pode ser encaixado na sua rotina.

Powered by Rock Convert

Defina os horários de estudos

Nesse momento, é hora de montar um plano de estudos, separando as matérias a serem estudadas e o método a ser utilizado. Para tanto, estabeleça horários para cada disciplina, separando por assuntos. Tudo precisa ser bem organizado, de modo que você dedique o tempo adequado para a aprendizagem, de acordo com a complexidade.

Se você faz um cursinho, planeje os outros horários de estudo complementando os assuntos que acredita serem mais importantes. Ou seja, em casa, foque naquilo que precisa ser reforçado ou revisto, inclusive, para tirar dúvidas ou levá-las para o professor.

Conte com a tecnologia

É provável que você não viva sem o seu computador e o seu smartphone, não é mesmo? Porém, que tal utilizar esses recursos para otimizar o seu aprendizado? Existem diversas ferramentas úteis (além da tradicional calculadora científica) a serem incorporadas na sua rotina de estudos, como aplicativos, softwares, sites, entre outros.

Por exemplo, você pode usar uma agenda digital para marcar os seus horários. A ferramenta ajuda a organizar o seu cronograma e, inclusive, envia notificações sobre o início e o fim de cada atividade. Existem diversos aplicativos gratuitos disponíveis com essas funcionalidades.

A tecnologia também pode ser útil para tirar dúvidas, fazer simulados e treinar as redações. Algumas plataformas oferecem serviços com preço acessível para a revisão de textos, como a orientação de professores. Tudo é feito remotamente, bastando acessar o computador.

Também poderíamos citar os diversos sites de dicionários, sinônimos e tantos outros que podem ser incorporados no seu dia a dia. Lembre-se apenas de chegar a credibilidade dessas fontes antes de começar a usá-las.

Planeje-se para imprevistos

Ainda que você planeje bem toda a sua rotina e o seu foco seja estudar, é normal acontecer imprevistos, relacionados tanto aos seus estudos quanto à sua vida pessoal. Assim, a sua casa pode ficar sem internet em um grande período de tempo em que estava planejada uma aula on-line. Ou então, você ficou muito doente ou precisa levar um familiar até o hospital.

Para o primeiro exemplo, você pode tentar assistir a aula em outro horário, substituindo por uma matéria a ser vista em um livro. Já no segundo, não há muito o que fazer. A sua saúde e dos seus familiares deve sempre ser colocada em primeiro lugar.

De qualquer modo, o fato é que esses imprevistos acontecem e fazem parte da vida de qualquer pessoa. Por sinal, depois de aprovado, é provável que você tenha que mudar de cidade e deve enfrentar muitos desafios e imprevistos sozinhos, conciliando com a vida de estudante.

O melhor é saber lidar com essas situações de maneira racional e prática, tentando reduzir ao máximo os seus prejuízos. Por sinal, lidar com imprevistos também pode ser uma forma de aprendizado, estimulando o seu raciocínio e sua capacidade de resolução de problemas.

Reserve um período para descanso e lazer

Focar nos estudos não significa que a sua vida de vestibulando de Medicina não deve ter momentos para descansar e se divertir. Ao organizar o seu dia a dia, inclua um tempo para relaxar, fazer uma atividade física, conversar com os amigos e a família, dar uma olhada nas redes sociais e, principalmente, dormir.

Muitos vestibulandos ficam tão focados que chegam a exaustão. O resultado são problemas como ansiedade e esgotamento físico e mental. Tudo isso tem um grande impacto negativo na sua saúde e no seu rendimento. A tendência é que o cansaço prejudique a assimilação das matérias, fazendo você perder ainda mais tempo.

Por isso, é fundamental reservar momentos ao longo do dia para descansar. No seu cronograma, alterne as disciplinas com idas ao banheiro, uma volta pela casa para esticar as pernas e até uma checagem nas mensagens do celular. Inclusive, ter um tempo reservado para acessar as redes sociais evita que você se distraia com elas por mais tempo.

Praticar uma atividade física, como correr, pedalar, nadar ou caminhar contribui para a sua saúde e dá mais vitalidade para resistir à rotina pesada de estudos. Dormir entre 6 a 8 horas todas as noites é essencial para recuperar o corpo antes de recomeçar a estudar no dia seguinte.

Vestibulando de Medicina: saiba como ter sucesso em suas provas

Agora que você já viu como planejar os seus estudos, queremos mostrar como é possível adotar estratégias que aumentem as suas chances de aprovação. Muitos vestibulandos de Medicina perdem a vaga na universidade por cometerem alguns erros simples, e não por não estudarem muito. A seguir, veja algumas dicas que podem aumentar significativamente as suas chances no vestibular.

Faça cursos específicos para as universidades da região

Um erro comum ao vestibulando de Medicina é acreditar que basta estudar muito para ser aprovado em qualquer faculdade. Isso não é verdade, uma vez que cada prova tem uma estrutura particular e segue critérios específicos de cada banca.

Os cursos de Medicina têm editais muito diferentes, muitas vezes, divergentes até mesmo dos outros cursos da mesma instituição. Podem variar no número de questões de cada disciplina e o peso delas na avaliação, bem como os assuntos mais abordados.

Portanto, o ideal é se preparar de maneira diferente para cada uma das provas que for fazer. Por sinal, é comum que os cursinhos preparatórios sejam voltados para as universidades da região e, por isso, costumam ter um alto índice de aprovação.

Se você for fazer o vestibular de uma instituição distante, pode optar por um curso on-line. Além disso, lembre-se de ler bastante o edital, principalmente em relação aos assuntos a serem abordados em cada disciplina e os critérios de correção das provas.

Powered by Rock Convert

Comece a estudar com antecedência

Um vestibulando de Medicina estuda em torno de 2 a 4 anos até ser aprovado. Isso com uma dedicação integral aos estudos. Ou seja, não se engane: a aprovação depende de muito esforço, disciplina e tempo. Por isso, o ideal é começar o quanto antes.

Se você é daqueles que desde criança sonha com a carreira médica, o ideal é começar a preparação já no primeiro ano do ensino médio. No entanto, caso ainda tenha dúvidas, inclusive sobre onde estudar Medicina, logo que se decidir, é hora de planejar os seus estudos e colocar a mão na massa.

Pode parecer um exagero, mas pense que, diante do tempo que pode levar para ser aprovado, o quanto antes você começar, mais cedo pode garantir a sua vaga. No entanto, por que isso acontece, de fato?

Ora, os cursos de Medicina de universidades públicas e das particulares mais renomadas são bastante concorridos. A concorrência costuma passar dos 100 candidatos por vaga, enquanto em algumas instituições esse número passa de 200! Então, é provável que quem tem mais tempo de estudo, tenha se preparado mais e já tenha alguma experiência em fazer as provas saia na frente dos iniciantes.

Invista na redação

Estudar química, matemática, biologia e português é fundamental. Mas o vestibulando de Medicina jamais deve negligenciar a redação. Ela tem um peso muito grande na nota da maioria dos vestibulares e, por isso, é preciso se dedicar ao texto.

Por sinal, é bom destacar que a nota da redação é usada por muitos vestibulares como um critério de desempate, eliminando muitos candidatos, mesmo aqueles que tiveram uma pontuação alta na prova objetiva. Em muitos processos seletivos tirar zero é suficiente para uma eliminação imediata.

Ainda que você tenha boas habilidades de escrita, é bom estudar e treinar a redação. Afinal, cada banca escolhe um gênero textual, e segue critérios particulares na correção. Ou seja, mais uma vez, é necessário entender bem o edital e conhecer todos os detalhes sobre a prova escrita. Também é bom estudar os gêneros textuais (como dissertação, narração e descrição) e todas as suas características.

Não tem outro jeito: a melhor forma de estudar redação é treinando bastante. Depois de ler o edital e entender o que a banca pede, é hora de escrever diversos textos, como se fossem a própria redação do vestibular. Inclusive, é preciso atentar para o tempo gasto e aos temas que são mais recorrentes.

Por isso mesmo, além de treinar a escrita, é muito importante se manter atualizado sobre os principais assuntos do momento. Para tanto, reserve um momento do dia para acompanhar o noticiário nacional e internacional e ler textos que discutem esses temas. Filmes, documentários e podcasts também podem ajudar a entender atualidades, servindo ainda como um respiro da rotina tradicional de estudos.

Powered by Rock Convert

Conheça as matérias mais importantes para o sucesso no vestibular

É importante que um vestibulando de Medicina tenha um conhecimento diversificado sobre as disciplinas, incluindo história, geografia e português. No entanto, é essencial ter domínio sobre as matérias de exatas (física e matemática) e biológicas (biologia e química).

Afinal, essas disciplinas têm um peso maior nos vestibulares e são o foco das provas específicas e discursivas na maioria das universidades. Além disso, elas costumam aparecer combinadas nas questões objetivas. Ou seja, é comum termos mais questões relacionadas à físico-química e bioquímica, por exemplo.

Já a matemática é necessária não apenas para a compreensão geral das demais disciplinas, como também é um diferencial competitivo entre os candidatos, uma vez que, de modo geral, eles vão mal nessa parte da prova. Portanto, quem acertar mais questões de matemática tem mais chances de sair na frente e se destacar dos demais.

Participe de vestibulares como treineiro

Anteriormente, falamos da necessidade de começar a estudar muito cedo e sobre o fato de quem faz mais provas ter mais chances de aprovação. Isso acontece porque os candidatos ficam mais treinados a cada novo vestibular.

Assim, essa dica é mais voltada para o vestibulando de Medicina que ainda está no ensino médio. Mesmo que você só possa se matricular na faculdade depois de concluir o terceiro ano, você pode fazer o vestibular como treineiro.

Basta se inscrever nas provas das faculdades que você deseja cursar. Desse modo, você ganha experiência, consegue entender melhor o formato e a abordagem das questões, na prática, além de testar os seus conhecimentos e saber onde precisa melhorar.

Ser um treineiro é interessante até para quem já terminou o ensino médio. Se você ainda não tem muita segurança e acredita que não está preparado, pode fazer um vestibular para testar os seus conhecimentos. Diferentemente dos simulados realizados nos cursinhos ou em casa, essa preparação é feita no ambiente e nas condições reais de realização da prova. Por já ter passado pela experiência, adquire mais confiança e se sente mais tranquilo.

Resolva provas anteriores

O único problema de ser treineiro é que o treino fica limitado ao dia de realização das provas, oportunidade que em muitas universidades acontece apenas uma vez por ano. Por isso, é fundamental estudar as provas anteriores dos vestibulares de Medicina.

Se você estuda bastante as matérias, pode ter muito conhecimento sobre determinado assunto, sem entender como eles seriam cobrados nas questões. Vale lembrar que cada universidade tem seu próprio estilo e seguem critérios diferentes de correção.

Um exemplo claro é aquele tipo de questão muito recorrente em que se pede não a opção certa, mas a mais correta e que responde melhor ao enunciado. Se você já não está bem treinado naquela prova específica, pode cair no erro de escolher uma resposta errada.

Felizmente, com a internet, é possível ter fácil acesso a inúmeras questões de provas anteriores dos principais vestibulares do país. Assim, acesse os sites das próprias universidades, pois muitas delas disponibilizam as provas dos outros anos.

Pesquise também em outros lugares, salvando o máximo de provas que conseguir e reserve um tempo para resolvê-las. Não se esqueça de conferir os gabaritos e conferir porque errou ou acertou cada questão. No entanto, tente focar naqueles temas que estão no edital atual, uma vez que as bancas podem mudar os assuntos ao longo dos anos e buscar questões mais recentes, pois o vestibular de 2005 pode não ter semelhanças com o atual.

Realize simulados on-line

Treinar as questões dos vestibulares anteriores é mesmo uma das estratégias de estudo mais eficientes. Inclusive, muitos sites oferecem simulados (gratuitos ou pagos) com as questões dos vestibulares de grandes universidades. Assim, você consegue testar seus conhecimentos e aprender mais sem sair de casa e no seu tempo.

Os simulados são importantes também para quebrar a rotina maçante de estudos, com leitura excessiva e pesada. Eles ajudam a fixar o conteúdo de uma maneira mais articulada e prática. Dá para treinar até a redação e o seu conhecimento sobre atualidades. Aqui continua válida a dica do tópico anterior: atente suas energias para resolver questões mais atuais e que estejam de acordo com o seu edital.

Powered by Rock Convert

Monte grupos de estudos

É fato que nem todo mundo tem facilidade ou motivação para estudar sozinho, pela dificuldade de concentração ou qualquer outra razão. Isso não deve ser um empecilho ou um fator de desmotivação. Cada pessoa tem um ritmo e, o mais importante, é saber identificar seus problemas e solucioná-los.

Os cursinhos são uma boa opção para orientar o vestibulando de Medicina sobre quais matérias estudar. No resto do tempo, em casa ou em uma biblioteca, você pode reunir um pequeno grupo de estudos, com outros candidatos. Vocês podem se encontrar pelo menos uma vez por semana para repassar o conteúdo ou tirar dúvidas.

Para que essa ideia funcione melhor, é importante que os seus colegas tenham interesses semelhantes aos seus. Ou seja, além de estudarem para o vestibular de Medicina, o ideal é que queiram as mesmas instituições. Eles não devem ser vistos como concorrentes, mas sim como aliados com os mesmos objetivos. Afinal, a meta é você superar a si mesmo e não necessariamente os outros.

Enfim, essas são apenas algumas dicas para o vestibulando de Medicina planejar os seus estudos e obter bons resultados nas provas. Lembre-se que a jornada até a aprovação é longa e cheia de desafios, mas que podem ser superados com muito esforço, dedicação e paciência. Vale a pena fazer Medicina e acreditar em si mesmo!

Agora, queremos saber de você, vestibulando de Medicina! Gostou dessas dicas? Como você se prepara para o vestibular? Deixe sua resposta nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *