como se preparar para o vestibular

Podemos pensar a entrada para a vida universitária como um divisor de água para a experiência de um profissional. Por isso, aprender a como se preparar para o vestibular pode fazer toda a diferença no futuro de sua carreira. Isso se torna ainda mais marcante quando estamos preparando para um curso como o de Medicina, conhecido por seu prestígio e competitividade.

Por se tratar de um processo longo, geralmente envolvendo pelo menos um ano de estudo, o planejamento se torna uma das principais armas para o estudante ter em mãos contra as dificuldades do caminho até a aprovação.

Aproveitamos este espaço para te oferecer um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre como se preparar para o vestibular de Medicina. Existem muitas frentes que podem ser exploradas pelo vestibulando, de modo que será possível mapear aquelas nas quais você precisa se dedicar mais.

Oferecemos dicas diretas e precisas, explorando não só a questão dos estudos, mas outros aspectos que interferem tanto nas suas possibilidades de aprovação quanto na qualidade de vida do estudante, como a questão da ansiedade e saúde mental, que é por onde começaremos. Vamos lá?

Como controlar a ansiedade para o vestibular de Medicina?

Não existe uma receita única para lidar com a ansiedade, já que ela é gerada por fatores individuais. Ao mesmo tempo, esse não é um motivo para desanimar. Mais do que te dar informações generalizadas, queremos que você encontre sua própria maneira de controlar a ansiedade para o vestibular de Medicina. Nesse sentido, existem várias maneiras que podem ser acionadas pelo sujeito ansioso até descobrir as que funcionam melhor com suas necessidades.

O primeiro passo é o planejamento

Independente de como for sua jornada até o dia da prova, um bom planejamento fará parte da rotina de qualquer estudante que pretende ser aprovado em um vestibular de Medicina. Alguns alunos optam por selecionar anteriormente os assuntos de cada uma das horas gastas durante um dia de estudos. Outros já preferem escolher um grupo de conteúdos para focar na semana e variar só em uma próxima.

Todas as formas são possíveis desde que haja um ordenamento e uma sistematização que consiga cobrir toda a matéria. De fato, o conteúdo cobrado costuma ser muito extenso, independente da instituição escolhida para prestar o vestibular. Alguma estratégia e planejamento serão necessários. Mais a frente no texto abordaremos o tópico do planejamento em detalhes, para te ajudar a construir esta rotina.

Aprenda a lidar com as incertezas

É compreensível que a prova de vestibular cause problemas de ansiedade para jovens e adultos que ainda não ingressaram oficialmente no mercado de trabalho. De fato, é um processo seletivo dos mais importantes, podendo ser a chave para um futuro profissional promissor. Ao mesmo tempo, alguma racionalidade deve ser buscada por quem está em meio a esse momento de um futuro incerto. Mesmo que falhe na prova de vestibular, vale lembrar que é extremamente comum a situação onde jovens precisem de mais um tempo para conseguirem ser aceitos na faculdade que desejam.

Falhar é natural e esperado na experiência de qualquer ser humano. Pode soar como um clichê, mas o importante nesses casos é saber que se fez o melhor diante de suas possibilidades, isso não significa que você é incapaz de ser aprovado em outra oportunidade. Estar preparado para lidar com a frustração é uma habilidade fundamental, que te ajudará também a estar com um espírito mais leve na hora de fazer a prova.

Qual a importância do tempo de descanso nesse período de estudo?

Descansar é importantíssimo! Infelizmente ainda vivemos em uma cultura que estimula no estudante de pré-vestibular uma ideia de que sua dedicação aos estudos deve vir acima de todas as coisas. Uma ideia nociva, que acaba por ser responsável por muitos dos problemas com ansiedade que descrevemos acima. Isso se torna ainda mais evidente quando falamos da preparação para ingressar em uma faculdade de Medicina.

Existem muitos motivos para não menosprezar o descanso como um hábito importante. É verdade não só para a saúde como um todo, mas também é um recurso valioso para tirar boas notas no vestibular. A seguir, listaremos duas grandes razões para preservar o seu descanso durante esse período de preparação e mesmo enquanto um estudante de Medicina. Afinal de contas, se você quer ser um bom profissional do campo da saúde, o primeiro passo é cuidar sua própria!

Melhorar a concentração e rendimento nos tempos de estudo

Existem inúmeras provas científicas de que o rendimento de um ser humano cansado é muito inferior ao de alguém que esteja com o descanso em dia. Isso é verdade para qualquer tipo de atividade, braçais ou puramente intelectuais. A qualidade de um período de estudos, portanto, não é igual ao número de horas gastas com aquilo. De que adianta ficar um tempão diante de um texto ou conteúdo se você não conseguiu absorver nada?

O recomendado é que descansos regulares sejam feitos no mínimo a cada uma hora dedicada, medida que pode ser ainda menor caso tenha dificuldades de atenção. Seu próprio funcionamento dirá como sua concentração funciona melhor, o importante é que se consiga equilibrar o tempo dedicado àquela função com uma boa dose de repouso.

Caso esteja se sentindo muito cansado fisicamente, vale a pena parar um pouco ou até mesmo se forçar a deitar, reorganizando seus pensamentos e iniciando um novo fluxo de raciocínio. Mesmo porque o tempo de descanso pode ser feito de diversas maneiras, algumas pessoas sentem-se bem fazendo um exercício físico, ou até mesmo assistindo vídeos na Internet e etc.

Ajuda com a ansiedade e saúde mental

Os efeitos do cansaço em nosso organismo nem sempre são muito visíveis. As vezes atribuímos um nível de ansiedade a um problema como a prova de vestibular que se aproxima, quando, na verdade, o principal motivo é a falta de descanso, físico ou mental. Tanto nosso cérebro como outras funções vitais do organismo funcionam melhor quando estão em dia com o sono, por exemplo.

Para além da ansiedade em si,outros transtornos como episódios de ansiedade e pânico são muito comuns quando falamos em como se preparar para o vestibular. A pressão em si já pode ser bastante difícil de lidar, mas certamente será mais fácil caso esteja cuidando de sua saúde em hábitos fundamentais como o cuidado com a regularidade e higiene do sono. Quando falamos em higiene do sono, estamos nos referindo aos hábitos que promovem a qualidade do seu tempo de descanso, como:

  • desligar luzes e fontes de iluminação, como aparelhos de celular um tempo antes de se preparar para dormir;
  • buscar a construção de um padrão para seu período de descanso e o tempo acordado, você pode até render bem durante a noite e gostar de acordar tarde sem problemas, o importante é manter a regularidade do tempo dormido;
  • evitar atividades físicas pouco antes da hora de deitar;
  • não ingerir cafeína ou outras substâncias estimulantes pelo menos duas horas antes do sono.

Diminuir o ritmo de estudos nas semanas anteriores

Outro hábito comum dos vestibulandos é acelerar o ritmo de estudos nos dias anteriores ao fatídico exame. Essa prática, na verdade, não é muito recomendada por educadores e estudiosos do aprendizado. Aqui, estamos partindo do princípio de que o resto do ano de fato foi dedicado aos estudos de uma maneira regular. Caso não tenha sido esse o caso, também não adiantará muito tentar aprender tudo na última hora, pois é uma tarefa impossível. Já no caso de quem se dedicou adequadamente, de fato vale a pena desacelerar o ritmo pelo menos nas duas semanas que antecedem o vestibular.

Nesse momento, é bom evitar atividades ou emoções muito intensas e ir preservando seu corpo para estar bem no dia da prova. É o momento de dedicar menos tempo ao aprendizado de conteúdos novos, e mais de revisar o que já foi visto. Tentar aprender toda aquela parte de matemática que você não teve tempo de estudar, no dia anterior, só pode te deixar mais ansioso e atrapalhar seu rendimento na hora da prova. Procure descansar o corpo e a mente, pois tão importante quanto se preparar ao longo do ano é também estar presente e com uma boa saúde na hora de efetivamente prestar o vestibular.

Powered by Rock Convert

Por que criar um planejamento de estudos?

Como dissemos, planejar-se é fundamental para ser aprovado em qualquer tipo de processo seletivo. Provas como as de vestibular não são medidoras de conhecimento, mas sim instrumentos construídos para avaliar se o estudante em questão conseguiu absorver os conteúdos de cada uma das disciplinas exigidas no ensino médio. Não se trata de uma disputa sobre quem sabe mais, mas sim da capacidade de interpretar o que está escrito em cada exercício e acionar as informações necessárias para resolvê-los.

Sendo assim, já podemos concordar que o que mais importa não é decorar absolutamente todos os conteúdos, mas sim aprender o que existe de mais importante em cada um deles, de uma maneira ampla e transversal. Fica evidente que é necessária uma aproximação estratégica para que se dê conta de tudo isso, sem deixar de lado um ou outro assunto de menos interesse. Existem inúmeras formas de traçar um plano de estudos, mas ele não pode faltar na sua época de preparação, sendo o primeiro de todos os passos para garantir seu rendimento.

Como criar um planejamento de estudos?

Sua primeira ação será a de transpor, para o papel ou digitalmente, uma versão objetiva do seu planejamento. Ele pode ser separado por dias, semanas e meses, indicando como será o seu investimento em cada um dos temas principais. Para isso, você precisa ter acesso aos conteúdos gerais que serão cobrados no vestibular escolhido, uma ação simples que pode ter muita diferença na sua pontuação. Alguns alunos, mesmo os que gastam muito tempo estudando, chegam até o dia da prova sem nunca ter olhado o edital com a indicação das competências que serão avaliadas naquele processo seletivo.

Com esse conhecimento em mãos, você pode distribuir ao longo de um período de tempo quais serão os conteúdos da vez. Nesse momento, é bom estar atento às suas aptidões e dificuldades. Não é necessário distribuir o tempo empreendido igualmente entre todas as disciplinas. Aquilo que você já sabe ou tem facilidade maior em aprender pode ficar com menos espaço nesse cronograma. Da mesma forma, você pode intercalar as matérias que mais gosta de aprender com as que detesta, impedindo assim um acúmulo de frustração com o passar dos dias.

5 dicas de como se preparar para o vestibular de Medicina

1. Dê uma atenção especial para a escrita da redação

Mesmo quando falamos em um vestibular da área da saúde, como Medicina, a escrita da redação não deixa de ser importante. Os formatos da prova podem variar muito a depender da instituição escolhida, mas na maior parte dos casos a escrita de um texto será cobrada como parte valiosa da nota geral do vestibulando. Vale ressaltar também que cada vez mais universidades têm aderido ao Enem como uma forma de ingresso, que é uma avaliação que tem um peso especial dado à redação.

Além das disciplinas, você deverá também separar parte do planejamento de estudos para o treino da escrita. Muitas pessoas temem a redação, por conta de seu peso excessivo na pontuação dos vestibulares, mas ela não deve ser encarada dessa forma. Primeiro porque o treino da escrita não serve apenas para passar no vestibular, ela está diretamente ligada a nossa capacidade de nos expressar e posicionar no mundo. É por essa razão que o texto dissertativo figura como o tipo mais cobrado em todas as provas.

Também pode parecer que a técnica da redação é algo muito difícil de ser adquirido, especialmente para quem não gosta de escrever, mas isso não é verdade. Aquela cobrada no vestibular pode, sim, ser executada por qualquer aluno, desde que ele use de artifícios como a prática constante e o conhecimento da técnica. O ato de escrever não é simplesmente uma inspiração. Quem tem escreve bem o faz por que é uma pessoa com hábito de produção textual. Portanto, a prática constante de produzir redações, mesmo que não sejam avaliadas por um professor, certamente te ajudará a passar com tranquilidade por mais essa prova.

Powered by Rock Convert

2. Consulte e faça as provas anteriores

Já explicamos aqui sobre como existe uma lógica para conseguir uma boa avaliação no vestibular, não se trata apenas de decorar mentalmente os conteúdos. Sendo assim, podemos pensar ainda que cada um desses instrumentos tem sua própria lógica interna, que inclusive é sempre publicizada nos editais de cada processo seletivo.

Fica evidente então a importância de correr atrás das edições anteriores da prova que você fará. No caso do Enem, elas estão todas disponíveis on-line, para serem baixadas gratuitamente de qualquer lugar. Você perceberá que existe uma certa maneira de construir os enunciados e comunicar a questão que é muito própria do estilo do Enem. Tendo acesso a esses exercícios, você não só terá um banco de questões já respondidas, mas também treinará para a prova que fará no final do período. O mesmo pode ser feito em relação a instituições com seus próprios vestibulares, tanto os editais quanto às avaliações em si costumam estar disponíveis em suas páginas.

3. Cuida da sua saúde em todos os âmbitos

Quando falamos sobre a importância do descanso, o mesmo pode ser aplicado para os outros aspectos de sua saúde. Você já deve saber que ela envolve tanto o aspecto físico quanto emocional, e não pode ser menosprezada mesmo em nome de algo como o vestibular. A prática de atividades físicas é recomendada para qualquer tipo de pessoa, e ainda mais para quem tem como rotina uma atividade cerebral como o estudo. Independente do tipo de atividade — corrida, musculação, yoga — se você manter o mínimo de tempo semanal dedicado isso já ajudará bastante.

Outro fator elementar é a questão da alimentação. Nossos hábitos alimentares influenciam diretamente na capacidade de produção e, até mesmo, na atenção. O que estamos tratando aqui não é uma dieta rigorosa para quem está prestando o vestibular, mas sim uma prática de hábitos alimentares que contribuam com sua rotina e não atrapalhem as habilidades de aprendizado. Como já mencionamos, qualquer profissional de Medicina que se preze deve ter o mínimo de atenção a saúde pessoal, é a partir de tal compreensão que conseguimos cuidar também do outro.

Por fim, nos dias que antecedem a prova vale também redobrar a atenção sobre esse ponto. Pode ser até um pouco engraçado, mas existem muitos casos de alunos que não conseguem sequer chegar ao local da prova, passando mal por conta de uma noite ou almoço de excessos com comida. Não tem o menor problema em cuidar mais desse ponto por poucos dias, já que se trata de um momento tão importante. Após terminar a prova, aí sim você terá tempo para aproveitar e relaxar com a alimentação.

4. Procure por fontes alternativas de aprendizado

Desnecessário dizer que a tecnologia faz cada vez mais parte dos processos educativos e de aprendizado. Ela está presente desde a sala de aula com crianças até os grandes centros de ensino. Da mesma forma, o estudante que está se preparando para o vestibular de Medicina pode recorrer a esses instrumentos para facilitar o enfrentamento dos estudos. Existem múltiplos recursos disponíveis, cabendo a você saber procurá-los, o próprio texto que está lendo é um deles!

No quesito doaprendizado a distância, já existe um grande acervo de videoaulas disponíveis gratuitamente, até mesmo em plataformas como o YouTube. Há também iniciativas do Ministério da Educação (MEC) em fornecer uma certificação aos canais e produtores de conteúdo que se alinham com as práticas legítimas de ensino. Obviamente, existe muito conteúdo mal formulado, com erros, ou impreciso na internet, por isso devemos buscar sempre aqueles com algum tipo de reconhecimento científico.

Para além dos conteúdos em si, você pode usar tais ferramentas ao seu favor. Existem muitos aplicativos disponíveis que servem justamente para organizar a rotina de estudos, por exemplo. Você pode encontrar até mesmo os cronômetros interativos, que facilitarão a estipular e te lembrar dos tempos de descanso de acordo com seus objetivos no momento.

Powered by Rock Convert

5. Procure sempre se atualizar

Nossa última dica sobre essa preparação mostra a importância de se preparar também para fora dos livros didáticos e bancos de exercícios. Os conteúdos de humanidades, e até mesmo de outras disciplinas, muitas vezes são pautados por temas atuais. Isso sem falar na prova de redação, que via de regra pede que o aluno discorra sobre algum tema de pertinência social contemporâneo.

Quando falamos em atualização, é realmente no sentido amplo da palavra. Não é necessário muito esforço para isso. Existem muitos meios de comunicação disponíveis a todos, basta saber selecionar aqueles que transmitem informações confiáveis. Tem gente que gosta de assistir televisão, outros de ler o jornal e outros de se atualizar pela Internet. Todas essas são formas legítimas, entretanto nem tudo que é produzido nesses âmbitos é verdade, especialmente na internet, por isso é importante ficar atento ao que está sendo produzido pelodiscurso científico e pelo jornalismo de qualidade.

Chegando até aqui, pudemos ter um grande panorama de como se preparar para o vestibular de Medicina. Se pudermos citar o passo mais importante, lembre-se sempre da questão do planejamento. É a partir dele que seus próximos passos e direcionamentos serão construídos. Ressaltamos que nesse mesmo planejamento é possível incluir um espaço para as formas alternativas de aprendizado, assim como tempo para se informar sobre o que está acontecendo no mundo.

Outro ponto essencial é a questão da saúde, especialmente da saúde mental no caso dos vestibulandos. É um período com potencial de grande ansiedade ou outros problemas psicológicos provenientes das pressões sociais e internas. Sendo assim, é sempre bom estar atento sobre como sua mente tem andado nesse processo. Caso a coisa aperte, você pode buscar alguém de confiança, como um familiar ou professor, para conversar a respeito. Tenha em mente que esta é apenas mais uma de muitas etapas na sua construção enquanto profissional e também enquanto pessoa.

O que achou deste guia para os estudos? Siga-nos em nossas redes sociais (Facebook,Twitter,YouTube eInstagram) para ter acesso a outros conteúdos como este!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *