Há sempre novas possibilidades de se inserir no mercado de trabalho. Mesmo com a oscilação econômica, as áreas de saúde, tecnologia e marketing devem se manter fortes nos próximos anos, conforme os principais sites de recursos humanos do país. Então, quem sabe é hora de apostar em outra carreira? Listamos algumas opções das profissões em alta:

Profissões na área da saúde

cirurgia medicina ucpel

Carreiras ligadas à área da saúde tiveram destaque na geração de empregos com carteira assinada nos últimos cinco anos. Mas, não só por isso que o setor deve seguir em alta por bastante tempo. As áreas de enfermagem, farmácia, medicina e fisioterapia são de necessidade básica da população e apresentam evolução constante no mercado de trabalho.

Powered by Rock Convert

Carreira na área de tecnologia

profissoes-em-alta

O setor de tecnologia continuará crescendo a cada mês no país. Portanto, a explicação é simples: existem poucos profissionais especializados e muitos postos a serem preenchidos. O destaque vai para os profissionais formados em Engenharia de Computação, Ciências da Computação, Análise de Sistema e Estatística.

Profissões ligadas ao marketing

profissoes-em-alta

A aposta no marketing digital está relacionada à necessidade das empresas de melhorar a experiência do usuário, analisar o perfil de diferentes tipos de consumidor e oferecer produtos e serviços cada vez mais personalizados. Nos últimos anos, o reconhecimento deste serviço por parte das empresas aumentou exponencialmente a demanda. Assim, para atuar na área, as empresas selecionam profissionais de cursos como marketing, administração ou  comunicação, que inclui jornalismo e publicidade.

Especialização na área jurídica

profissoes-em-alta

No Direito, as áreas de Contencioso Legal e Compliance encontram-se em destaque, uma vez que a atual crise politico-econômica é o principal motivação. Com esse cenário, aumenta a quantidade de litígios e a necessidade de empresas se adequarem para um cenário de governança mais rígido. Além disso, na área digital, existe carência por profissionais especialistas em crimes cibernéticos.

Quer entrar na UCPel?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *