tecnologia na medicina

O avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de diversas áreas do conhecimento. Esse é o caso da tecnologia na medicina, uma vez que a todo momento surgem novas técnicas e métodos capazes de melhorar o diagnóstico e o tratamento de inúmeras doenças.

É claro que desde o seu surgimento a medicina conta com ferramentas e dispositivos que facilitam a rotina dos profissionais e contribuem para a saúde dos pacientes. A diferença é que nos últimos anos essas inovações têm surgido com mais rapidez, promovendo verdadeiras transformações no setor.

Muitos desses recursos são emprestados de outras áreas, como a tecnologia da informação, e adaptados para a realidade médica. É o caso da inteligência artificial e da impressão 3D. Mas quais são os benefícios reais de usar a tecnologia na medicina? É o que mostraremos neste artigo. Continue lendo para saber mais!

Como a tecnologia pode ser usada na medicina?

É comum que nossa visão da tecnologia na medicina se restrinja a grandes equipamentos, como no caso da ressonância magnética e dos robôs usados na cirurgia robótica computadorizada. No entanto, na atualidade são usados softwares, aplicativos e outras inovações que passam despercebidas aos olhos leigos.

Muitas dessas ferramentas estão revolucionando a forma como médicos e pacientes se relacionam, como é o caso da telemedicina. Essas transformações estão impactando, inclusive, o ensino de medicina nas universidades, levando a uma aprendizagem mais integrada a outras áreas do conhecimento.

E não é por acaso, uma vez que, segundo um levantamento realizado pela Accenture, 91% dos hospitais brasileiros estão conectados à internet, número bastante superior à média da população. Enquanto isso, cerca de 61% dos médicos já utilizam instrumentos de tecnologia para o atendimento aos pacientes e 38% usam ferramentas eletrônicas de gestão.

Quais são os principais avanços na área médica?

De todas as tecnologias utilizadas na medicina, podemos destacar aquelas que prometem uma verdadeira revolução para os próximos anos, permitindo avanços tanto na área diagnóstica quanto na realização de procedimentos. Confira os principais a seguir.

Inteligência artificial

Já faz um tempo que a inteligência artificial deixou de ser coisa de filme de ficção científica e passou a integrar a vida das pessoas comuns. De fato, essa é uma das tecnologias que mais chamam a atenção na sociedade devido às inúmeras possibilidades de aplicação. 

Na medicina atual, já existem softwares capazes de processar uma grande quantidade de informações por meio da inteligência artificial. Eles podem executar algumas tarefas com mais precisão, além de projetar cenários e fazer análises mais eficientes com base na comparação de dados.

Um bom exemplo é o algoritmo Watson, desenvolvido pela IBM, usado para auxiliar no tratamento de câncer. Ele compara resultados anteriores de casos parecidos, materiais científicos e o histórico do paciente para indicar possíveis linhas de tratamento, seus efeitos colaterais e riscos. Assim, o profissional pode tomar decisões embasadas em informações confiáveis.

Cirurgia computadorizada

Na verdade, podemos chamar de cirurgia computadorizada diversos procedimentos realizados com o auxílio da tecnologia da informação. É o caso do uso de computadores, câmeras e braços robóticos usados em diferentes métodos cirúrgicos.

Essas ferramentas permitem a melhor visualização de órgãos e estruturas, com a geração de imagens em um computador. Dessa forma, o profissional pode guiar os instrumentos de maneira mais precisa, realizando procedimentos menos invasivos e mais seguros para os pacientes.

Obviamente, isso não quer dizer que o cirurgião tende a ser substituído por esse tipo de tecnologia na medicina. Afinal, é ele quem tomará todas as decisões e indicará as ações a serem feitas durante todo o processo.

Impressão 3D

A impressão 3D já vem sendo usada em diferentes áreas, como na criação de maquetes na arquitetura e na indústria de modo geral. Mas ela tem sido usada na área médica recentemente para o desenvolvimento de modelos de órgãos e estruturas do corpo humano.

As impressões 3D ainda são mais usadas em caráter experimental, como no caso do treinamento de procedimentos. Os modelos permitem uma melhor visualização de partes internas do corpo humano e o entendimento de anomalias, como tumores. 

No entanto, acredita-se que muito em breve seja possível imprimir órgãos artificiais que possam ser transplantados. Isso pode significar uma grande revolução na medicina, uma vez que muitas pessoas ficam na fila de transplantes durante anos. 

Plataformas de telemedicina

De todos os avanços tecnológicos na área médica, é provável que a telemedicina seja a mais bem inserida na realidade dos profissionais e das instituições de saúde. Já existem diversos softwares e equipamentos que empregam esse recurso para promover o acesso a profissionais.

A telemedicina consiste em um conjunto de ferramentas de tecnologia da informação e telecomunicações que permitem a interação e a troca de informações entre médicos e pacientes a distância. Assim, podem ser feitos atendimentos médicos, como uma consulta de segunda opinião a um especialista, ou mesmo a obtenção de laudos de exames.

Além disso, a telemedicina tem sido cada vez mais usada no ensino e na atualização dos médicos. Eles podem acompanhar aulas e participar de congressos e seminários a distância por um custo bem reduzido em relação aos eventos presenciais.

Quais são os benefícios de utilizar a tecnologia na medicina?

Por tudo o que já dissemos até aqui, é possível entender que a tecnologia na medicina tem favorecido a obtenção de diagnósticos e a realização de procedimentos com maior segurança e precisão. Isso reduz a possibilidade de erros e aumenta as chances de cura dos pacientes, mesmo em situações mais graves.

Ainda que necessitem de um grande investimento inicial, depois de um tempo essas ferramentas podem trazer uma significativa redução de custos. Dessa forma, as instituições podem aumentar a sua margem de lucro, mas ainda mais importante, mais pacientes podem ter acesso a procedimentos e métodos modernos.

Sem contar que os softwares e aplicativos já estão sendo usados em larga escala na gestão e no processamento de dados das instituições de saúde. Isso representa um ganho de eficiência, permitindo que os gestores e profissionais voltem seu foco para o atendimento aos pacientes.

O fato é que a tecnologia na medicina é uma realidade que tende a ganhar cada vez mais espaço. Por isso, é importante acompanhar todas as tendências da área e se manter atualizado sobre o assunto em instituições de ensino bem preparadas e inovadoras.

Gostou de saber quais são os principais avanços da tecnologia na medicina? Quer saber mais sobre como se atualizar e melhorar a sua aprendizagem? Entre em contato conosco para tirar suas dúvidas e conhecer uma instituição de ensino antenada com as principais inovações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *